Sr. Fabrizzio Muller me peça desculpas


Não vou entrar no mérito da questão de Bocão e Transalvador, mas não posso ficar calado diante dos fatos, pois fui vítima duas vezes da irresponsabilidade de agentes da Transalvador. Protocolos de defesa que foram INDEFERIDAS: /PROC 82647 -2016 29.07.2016 T024501584 e PROC 116761 -2016 17.10.2016 T037608138. Os fatos: estacionei na zona azul com o cartão de idoso e cartela paga expostos no pára-brisa dianteiro do veículo e fui multado por estar estacionado em local reservado para idoso (tenho 71 anos e o cartão da prefeitura), no outro caso estava a participar de evento político no Campo Grande com carro de som de campanha (era candidato a vereador) quando fui impedido por um agente da Transalvador de me juntar aos demais participantes que também estavam com carros de som. Questionei a atitude do agente pedindo explicações do porque só meu carro de som não poderia participar do evento e que ele estava impedindo um candidato de fazer campanha, que era crime eleitoral. O agente chamou policiais militares que diante do absurdo disseram que nada poderiam fazer, pois eu não estava errado. Segui em frente e me juntei aos demais participantes do evento e fui multado por "transpor barreira". Recorri na Transalvador e tive os dois pedidos indeferidos apesar de ter juntado às defesas documentos e fotos comprobatórias dos abusos dos agentes da Transalvador. Senhor Fabrizzio Muller, mereço no mínimo que o senhor também me peça desculpas e providencie anular as multas, caso contrário me sentirei roubado pela Transalvador. Guilherme Santos Repórter

Quem sou eu?

Guilherme Santos, repórter, radialista e comunicador baiano que atua a serviço da população há mais de 30 anos

Matérias anteriores
Redes Sociais
  • Facebook Basic Black
  • YouTube Basic Black
Tags relacionados
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now